sexta-feira, 19 de outubro de 2012

Prefira vitaminas naturalmente



              Nutrientes são essenciais para o bom funcionamento do nosso organismo. Carboidratos, proteínas, lipídeos, vitaminas e sais minerais devem ser incluídos na alimentação para colhermos seus benefícios na saúde. Cada um desses componentes exerce uma função diferente. Se ingeridos em quantidades incompatíveis com as nossas necessidades diárias, podem advir sérias conseqüências.
            Os alimentos disponíveis para o nosso consumo no dia a dia contém diferentes valores desses nutrientes. Muitos deles feitos industrialmente estão fora do padrão de qualidade nutricional estipulado pelos órgãos competentes, sendo que o seu consumo excessivo poderá acarretar sérias conseqüências, como a obesidade e avitaminoses. Suplementos nutricionais também têm servido de válvula de escape pra quem acha que está com carência dessas substâncias no organismo.
               Mas, apesar da tecnologia dos alimentos e da indústria ter empregado substâncias nocivas à saúde para chamar a atenção do consumidor para as características sensoriais de seus produtos, ela hoje é também aliada no bem-estar da população. Os nutrientes adicionados artificialmente nos alimentos industrializados procuram suprir a carência nutricional gerada pela falta de consumo dos alimentos com substâncias mais naturais.
           


VITAMINAS HIDROSSOLÚVEIS
(solúveis em água)

VITAMINA B1 (TIAMINA)
Função: Ajuda a retirar energia dos carboidratos.
Fontes: Carnes, cereais, verduras e legumes.
Sintomas de deficiência: Beribéri (inflamação e degeneração dos nervos).
Excesso: Grandes doses podem interferir no metabolismo de outras vitaminas do complexo B.

VITAMINA B2 (RIBOFLAVINA)
Função: Ajuda na quebra de proteínas e carboidratos, proporciona pele, unhas e cabelos saudáveis, auxilia na cicatrização e beneficia os olhos e alivia o cansaço visual.
Fontes: Laticínios, carnes, cereais e verduras.
Sintomas de deficiência: Fissuras na pele e fotofobia.

VITAMINA B3 OU PP (NIACINA OU NICITINAMIDA)
Função: Atua no metabolismo energético.
Fontes: Carnes magras, carnes de aves domésticas, peixes, levedo de cerveja e amendoins.
Sintomas de deficiência: Pelagra (lesões na pele, diarréias e distúrbios nervosos).
Excesso: Pode ser prejudicial a pessoas com asma ou doença de úlcera pélvica.

VITAMINA B5 (ÁCIDO PANTOTÊNICO)
Função: Atua no metabolismo energético.
Fontes: Está presente em todos os vegetais e animais. Fontes excelentes são: gema de ovo, rim, fígado e leveduras. Fontes satisfatórias: brócolis, carne bovina magra, leite desnatado, batata doce e melaço.
Sintomas de deficiência: Anemia, fadiga, dormência nas mãos e nos pés.

VITAMINA B6 (PIRIDOXINA)
Função: Ajuda na quebra de proteínas e glicose, funcionamento do sistema nervoso e também na saúde da pele.
Fontes: Fígado, carnes, peixes, trigo, leite, batata, banana e aveia.
Sintomas de deficiência: Dermatite, atraso no crescimento, sintomas mentais e anemia.

 VITAMINA B7 OU H (BIOTINA)
Função: Formação de ácidos nucléicos, aminoácidos e glicogênio.
Fontes: Legumes, verduras e carnes.
Sintomas de deficiência: Distúrbios neuromusculares e inflamações na pele.


VITAMINA B9 (ÁCIDO FÓLICO)
Função: Ajuda a constuir DNA e proteínas.
Fontes: Vegetais de folhas verde-escuras, cenoura, fígado, gema de ovo, melão, abricó, abóbora, abacate, feijão, trigo integral, farinha de centeio.
Sintomas de deficiência: Anemia macrocítica nutricional e problemas gastrointestinais.

VITAMINA B12 (COBALAMINA)
Função: Formação de ácidos nucléicos e de aminoácidos. É essencial para o funcionamento normal do metabolismo de todas as células, especialmente para aquelas do trato gastrointestinal, medula óssea e tecido nervoso.
Fontes: Carnes, ovos e laticínios. Alimentos de origem vegetal só contém a vitamina pela síntese das bactérias presentes.
Sintomas de deficiência: Anemia perniciosa e distúrbios do sistema nervoso.

VITAMINA C (ÁCIDO ASCÓRBICO)
Função: Formação de hormônios e colágeno (evitando rugas, flacidez e ajudando na cicatrização). Aumenta e absorção do ferro.
Fontes: Frutas frescas, especialmente as cítricas. Brócolis, espinafre, pimentão e tomate.
Sintomas de deficiência: Escorbuto (lesões intestinais, hemorragias e fraqueza).

VITAMINAS LIPOSSOLÚVEIS
(solúveis em gorduras)

VITAMINA A (RETINOL)
Função: Essencial para a visão, para uma pele saudável e função imunológica.
Fontes: Laticínios, ovos e peixes do mar (retinol); vegetais folhosos verde escuros e legumes e frutas na cor laranja escuro (caroteno).
Sintomas de deficiência: Cegueira noturna, pele escamosa e seca.
Excesso: pode provocar carotenemia (cor amarelada na pele).

VITAMINA D (CALCIFEROL)
Função: Absorção de cálcio e fósforo. Presente na radiação ultravioleta do sol.
Fontes: Óleos de fígado e peixe. Em pequenas quantidades na gema do ovo e na manteiga.
Sintomas de deficiência: Raquitismo e enfraquecimento dos ossos.

VITAMINA E (TOCOFEROL)
Função: Previne problemas nas membranas celulares.
Fontes: Óleos vegetais, nozes e outras sementes.
Sintomas de deficiência: Possivelmente anemia e esterilidade.

VITAMINA K (FILOQUINONA)
Função: Coagulação sanguínea.
Fontes: Fígado, espinafre, repolho, brócolis, soja e alface (vegetais de folhas verdes).
Sintomas de deficiência: Hemorragias.

*Todos essas vitaminas, como foi mostrado anteriormente, podem estar contidas de forma natural em vários produtos, seja na feira, no mercado ou outros tipos de comércio.  Siga as recomendações de consumo diária para cada uma delas!!!!

Bibliografia:

UZUNIAN, Armênio & BIRNER, Ernesto – Biologia . Vol. Único - 2ª Edição. Ed. Harbra. São Paulo, 2004.

segunda-feira, 8 de outubro de 2012

Alimentação e atividade física - Crianças

     A infância é um momento crucial para a formação de hábitos saudáveis para uma pessoa durante toda a sua vida. Contemplar uma alimentação equilibrada com a prática de atividades físicas pode ser decisivo para que problemas sérios de saúde, como a obesidade e diabetes, não apareçam no futuro.  Na figura abaixo, uma sugestão de como montar, no dia a dia, um cardápio balanceado para os pequenos, sem esquecer das recomendações de consumo de água e prática frequente de atividades físicas.
      



      FELIZ DIA DAS CRIANÇAS!!!!!!!

Fonte: Departamento de Nutrologia - Sociedade Brasileira de Pediatria.
"Os textos desse blog são apenas informativos. Nada substitui o acompanhamento nutricional realizado pessoalmente".