sexta-feira, 30 de setembro de 2016

Montando uma marmita saudável

       Muitas pessoas estão aderindo as marmitas para fazer as refeições fora de casa. Seja pela economia, pela segurança de saber exatamente o que está consumindo ou até mesmo por aumentar as opções saudáveis. Porém, sempre é bom tomar alguns cuidados para não ter nenhum tipo de problema.

RECIPIENTES
     Vamos primeiramente falar sobre os recipientes nos quais a marmita será transportada. Os mais adequados são os de vidro, por serem mais seguros quanto aos riscos de contaminação. Porém, caso optar pelos recipientes de plástico ou de alumínio tomar cuidado com os fornos de microondas: use um prato para esquentar a sua comida. Esquentar em banho-maria também vale.


          
TRANSPORTE E ARMAZENAMENTO
         Use uma bolsa térmica para transportar e armazenar as suas refeições é a forma mais adequada. Hoje em dia, existem uma infinidade de opções de bolsas térmicas para esse fim com vários espaços para guardar talheres, cores, tamanhos, entre outros. Dessa forma, a temperatura do alimento não muda, e o risco de uma contaminação diminui. Se mantém a cor, a textura e o aroma. Saquinhos de gelo ou almofadinhas térmicas também funcionam.


OUTRAS DICAS
         Para montar a sua marmita, siga as mesmas dicas para montar o Prato Saudável (veja nessa postagem do blog). Fracione sua refeição antes em um prato, para saber exatamente as quantidades que você irá consumir. Alimentos a base de molhos, frituras ou ovos devem ser evitados, para que sejam diminuídos os ricos de contaminação. Os sanduíches também são opções bem legais (clique nesse post para algumas receitas de sanduíches saudáveis).
          A salada deve ser armazenada em potes diferentes ou em uma divisória a parte, para não murcharem ou sofrerem alteração. Tempere apenas no momento de consumir. 

        Mais informações e dicas, continue acompanhando o Blog! Comente e compartilhe as postagens... Siga nas redes sociais:
Facebook: /blogsemeandosaude
Instagram: @semeando_saude
           Até mais!!!
          
        

sexta-feira, 16 de setembro de 2016

Probióticos, prebióticos e simbióticos

          Probióticos, prebióticos e simbióticos estão incluídos no grupo de alimentos funcionais, cujo o objetivo é de fornecer a nutrição básica e também promover benefícios a saúde. Sendo que esse efeito só é alcançado com a adoção de uma dieta equilibrada e variada. 
            Os probióticos são microorganismos vivos que podem ser incluidos na alimentação, sendo positivos para a saúde da microbiota intestinal. Auxiliam na prevenção de infecções, doenças intestinais e até mesmo na digestão da lactose em indivíduos intolerantes, aumentam a absorção de vitaminas e minerais no organismo, aliviam a constipação, e muitos outros benefícios comprovados cientificamente. Os microorganismos mais comuns relacionados a essas funcionalidades são as bactérias do tipo Bifidobacterium e Lactobacillus, dentre outros. 
            Esses microorganismos podem ser adicionados em vários produtos, como bebidas lácteas, sorvetes, iogurtes, leites fermentados e diversos tipos de queijos. Há uma legislação própria que regula a fabricação e rotulagem desses alimentos pela indústria. 
          Por sua vez, os prebióticos são substâncias alimentares não-digeríveis pelo organismo que estimulam o crescimento das bactérias intestinais que são boas ao organismos (os probióticos). Alguns exemplos dessas substâncias são a inulina, FOS e frutanos. Essas substâncias estão presentes em alimentos de origem vegetal, como aveia, chicória, cebola, maçã, alho, cevada, entre outros. Os prebióticos trazem benefícios como a redução do colesterol, combate a obesidade e a absorção de cálcio pelo organismo. 
           Para finalizar, os simbióticos são denominados como a interação entre os probióticos e prebióticos, quando esse acontece devido a ação de uma substância alimentar funcional ao organismo. 


              Continue acompanhando as postagens do Blog Semeando Saúde! Compartilhe e comente... Até mais!
Facebook: /blogsemeadosaude
Instagram: @semeando_saude

FONTES: https://revistas.ufg.br/REF/article/viewFile/2082/2024
                 Krause - AlimentosNutrição e Dietoterapia - 13ª Ed. 2013.
"Os textos desse blog são apenas informativos. Nada substitui o acompanhamento nutricional realizado pessoalmente".